Crédito é um termo que traduz confiança, e deriva da expressão “crer”, acreditar em algo, ou alguém. No âmbito fiscal, creditar significa dispor a esse alguém recursos financeiros para fazer frente a despesas ou investimentos, financiar a compra de bens etc.

topo1

É a modalidade em que a compra de um bem (imóvel, automóvel, moto, serviço) é realizada de forma programada e sem pagamento à vista.

Os participantes adquirem uma cota e pagam prestações mensais, gerando recursos para a compra do bem com parcelas menores, custo final barato e sem juros.

Clique aqui e faça sua simulação

topo2

Linha de crédito especialmente desenhada para o Agronegócio. Independentemente de qual atividade sua empresa realize, opções desenhadas com o perfil e capazes de proporcionar a condição ideal de pagamento, desde a produção e apoio à comercialização até opções para auxiliar na compra de máquinas e equipamentos agrícolas.

topo3

Financiamento de longo prazo que pode ser utilizado para investimentos no negócio com agilidade e segurança. É indicado para aquisição de máquinas e equipamentos novos, projetos de investimentos, exportação e linhas de Capital de Giro para determinados setores.

Produtos e serviços flexíveis de crédito para empresas, apoiado sempre em garantias. Os profissionais analisam cada necessidade de forma única, adequando o crédito à necessidade de cada cliente.

topo4

Assessoria especializada em produtos de arrendamento mercantil, como Leasing Financeiro e Leasing Operacional para companhias dos mais diversos segmentos, em especial às áreas de tecnologia da informação (TI) e telecomunicações (Telecom).

A compra do bem desejado é realizada de forma rápida, fácil, segura e sem comprometer o fluxo de caixa. Todos os produtos e serviços contam com a experiência, solidez, seriedade e competência.

topo7

A necessidade de um alto valor de empréstimo, abre possibilidade para a utilização do imóvel como garantia de pagamento e obter maiores prazos de quitação. A escolha é ideal para novos projetos e empreendedorismo, já que não impõe ao creditado se desfazer de seus bens.

topo8

O FIDC (Fundo de Investimento em Direitos Creditórios) é destinado a empresas que precisam antecipar direitos creditórios (recebíveis). O FIDC pode adquirir títulos (cheques e duplicatas) originados de uma venda a prazo de seus cedentes e antecipar os recursos para que a empresa possa se capitalizar para adequar o seu fluxo de caixa.

topo9

Grupo de investidores ou instituições com sede em outros países com interesse em fomentar negócios em outras regiões.

O processo de investimento é executado de forma rigorosa e responsável, em todas as etapas de vida dos ativos investidos: atentando-se às questões jurídicas e fiscais, aspectos fundamentais do crédito – caráter, capacidade, capital, colateral, condições e conglomerado – e passando por análise criteriosa da viabilidade e dos fluxos de caixa do emissor.

Sendo o investimento aprovado, há o monitoramento próximo e contínuo do emissor e da operação.